Instituto Federal do Espírito Santo

campus Linhares

Ifes campus Linhares aprova projeto "Meninas na Robótica" em chamada pública do CNPq e capta mais de R$90.000,00

Atenção, abrir em uma nova janela. PDFImprimir

 

 

O projeto 'Meninas na Robótica', submetido pela professora Netalianne Mitchelle Fagundes Heringer e apoiado pelo Grupo de Estudos em Automação e Robótica - GEAR, ambos do Instituto Federal do Espirito Santo campus Linhares, foi aprovado na Chamada CNPq/MCTIC Nº 31/2018 - Meninas nas Ciências Exatas, Engenharias e Computação e receberá um aporte de R$ 90.400,00 (noventa mil e quatrocentos reais), que serão distribuídos em equipamentos e bolsas.

A Chamada teve como objetivo apoiar projetos para estimular a formação de mulheres para as carreiras de ciências exatas, engenharias e computação no Brasil, despertando o interesse vocacional de estudantes do sexo feminino da Educação Básica (Ensino Fundamental a partir do 6º ano e do Ensino Médio) e do Ensino Superior por estas profissões e para a pesquisa científica e tecnológica. Esta iniciativa visa ainda combater a evasão, que ocorre principalmente nos primeiros anos, de estudantes do sexo feminino dos cursos de graduação nestas áreas, bem como aproximar as escolas públicas da Educação Básica das Instituições de Ensino Superior.

A proposta do campus Linhares é estimular o ensino de robótica em escolas públicas do município, utilizando seus alunos como protagonistas das ações do projeto sob a orientação e coordenação dos professores. Deve-se ainda criar equipes femininas de robótica nas escolas e estimulá-las a participarem de olimpíadas e competições.

Na fase de elaboração, a equipe do projeto contou com a cooperação da Secretaria Municipal de Educação de Linhares que selecionou as Escolas que poderiam receber o projeto. As Escolas de Ensino Fundamental contempladas foram: EMEF Zeferino Batista Fiorot, no bairro Santa Cruz; EMEF José Modeneze, no bairro Canivete; EMEF Samuel Batista Cruz, no bairro Interlagos; EMEF Professora Maria da Penha Pazito Ventura, no bairro Interlagos; EMEF Adelson Del Santo, no bairro Nova Esperança;

Para o Diretor de Pesquisa, Pós-graduação e Extensão do Ifes, Geovani Alipio, a iniciativa é um marco na democratização do ensino de ciência e tecnologia  "O projeto é importante não apenas para estimular a participação de meninas nas ciências, mas principalmente,  aproximar o Ifes dos alunos e professores da Educação Básica", afirmou.

De acordo com a Diretora-Geral do Ifes, Sandra Bassani, o projeto faz parte de um rol de ações que serão desenvolvidas para dar suporte a ações educativas nas escolas do município, em cooperação com professores e profissionais pedagógicos.

Detalhes da Chamada

A chamada recebeu um total de R$ 6 milhões em uma articulação do CNPq (R$ 1 milhão), do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações - MCTIC (R$2 milhões) e do Ministério da Educação (R$3 milhões). Foram aprovados 78 propostas dentre as mais de 702 solicitações submetidas. Vale destacar que o projeto do campus Linhares foi o único do Espírito Santo a ser aprovado.

Com a aprovação do projeto, cada escola receberá um bolsa de extensão para uma professora orientadora, bolsas para as alunas que serão selecionadas para o projeto, kit de robótica do tipo Lego Mindstorm, além de toda capacitação e orientação durante 12 meses. As atividades iniciais acontecerão no Ifes campus Linhares e posteriormente nas dependências da escolas.

Na avaliação da Diretora de Engenharias, Ciências Exatas, Humanas e Sociais do CNPq, Adriana Tonini, o resultado da Chamada foi bastante positivo: "Primeiro, pela alta demanda de propostas submetidas, que superou em muito as nossas expectativas. Segundo, pela qualidade dos projetos apresentados, que conseguiram, em sua maior parte, articular os objetivos delineados pela Chamada com ações concretas para estimular as meninas a se interessarem pelas carreiras de ciências, exatas, engenharias e computação e para promover a melhoria do ensino de ciências na Educação Básica. E, sobretudo, pelo alcance dos projetos, que contemplarão mais de 330 escolas públicas, em todos os estados do Brasil".

Ela ressalta ainda que "Para se ter uma ideia da qualidade da demanda, das 702 propostas apresentadas, o Comitê Julgador recomendou apoio a 593. Para buscar atender o maior número possível de projetos, o CNPq continua negociando com eventuais parceiros a possibilidade de novos aportes de recursos".

Fontes: CNPq e Ifes campus Linhares


© 2009. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo.

Coordenadoria de Tecnologia da Informação - campus Linhares.